terça-feira, 28 de dezembro de 2010



O "meu" gato é livre!
Só vem até nós quando lhe apetece. Ele é que dita as regras.
A Margarida comprou um presente de Natal para ele: uma coleira azul clarinha, com um sininho na ponta (agora até os gatos têm prendas!)

Quase que nem se via no meio de tanto pêlo branco. Não gostei muito da ideia e ele também. Vi os esforços dele a tentar livrar-se dela. Se não fosse a fivela ele arrancava-a mesmo! Deu voltas e reviravoltas.
Não aguentei mais vê-lo assim e ajudei-o a libertar-se.

2 comentários:

  1. Uma coleira?!

    O gato é tão lindo que não merece.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  2. Ninguém, Lídia.
    Ninguém merece ter uma coleira!

    um beijo

    ResponderEliminar