quinta-feira, 18 de março de 2010

Ninguém é de ninguém.



O filme mais aclamado de 1985.
África Minha é um dos grandes romances épicos do cinema que nos conta a fascinante história verídica de uma mulher, interpretada por Meryl Streep, decidida e corajosa, que gere uma plantação de café no Quénia, por volta de 1914.
Ela apaixona-se pela terra, pela sua gente e por um misterioso caçador(Redford).

Esta personagem é tão livre que justifica o título que dei ao meu post.

1 comentário:

  1. É bom ver-te falar em liberdade.
    Também gosto dela.

    ResponderEliminar